Árvore da Felicidade: um presente especial!

Como comentei no post anterior, nós voltamos do garden com uma nova moradora do apê: a Árvore da Felicidade. Na verdade, ela foi meu presente de aniversário. Um presentão que ganhei do marido!

Dizem que deve-se ganhar esta planta de alguém especial e assim foi ♥. Não foi exatamente uma surpresa, mas o que vale é o sentimento, não é?!

Ela está conosco há aproximadamente um mês e muita coisa já aconteceu. Falarei destes fatos mais adiante. Olha ela aí:

arvore-da-felicidade-polyscias-plantas-dentro-de-casa-ambiente-interno-plantas-na-decoracao

arvore-da-felicidade-polyscias-plantas-dentro-de-casa-ambiente-interno-plantas-na-decoracao-2

Adoro estes galhos tortinhos!

arvore-da-felicidade-polyscias-plantas-dentro-de-casa-ambiente-fechado-plantas-na-decoracao

Não disse que era um presentão? Ela tem quase 2,30m! Há tempos eu queria uma planta grande no apê e, enfim, ela chegou!

Para trazê-la, a colocamos no banco do passageiro, que foi totalmente deitado. A bichinha por muito pouco não coube no carro. Se algum dia desses você viu alguma doida dirigindo com praticamente uma floresta ao lado, muito prazer, era eu! rs.arvore-da-felicidade-viajandonoape

Muito popular nos anos 70, é conhecida por sua tradição oriental: acredita-se que ela traz alegria e bons fluídos para a casa.

Existem duas espécies desta planta, a Polyscias fruticosa, comumente chamada de “árvore da felicidade fêmea” e a Polyscias guilfoylei, a “árvore da felicidade macho”. Elas não necessitam uma da outra para sobreviver ou se reproduzir, mas são frequentemente cultivadas juntas para equilibrar as energias Yin e Yang.

As folhas da “planta fêmea” são mais finas, alongadas e cor verde claro, as da “planta macho” são arredondadas e o verde é mais escuro.

arvore-da-felicidade-macho-e-femea

A Árvore da Felicidade, embora tenha “árvore” em seu nome e atinja grande altura, é melhor classificada como um arbusto. Ambas as espécies possuem características de cultivo semelhantes.

Segue abaixo alguns dados que pesquisei sobre ela:

São bastante indicadas como plantas de interiores. Gostam de claridade, mas não de raios solares incidindo diretamente e também não gostam de ventos fortes, pois suas folhas ficam desidratadas. Além disso, não toleram fumaça de cigarros, frio intenso, salinidade e ar condicionado.

O solo deve ser drenável, mantido levemente úmido, sem encharcar e deve ter os nutrientes necessários para o desenvolvimento da planta. A rega deve ser feita quando a superfície do solo estiver seca.

A planta fêmea tem caule mais fino e, conforme vai crescendo, precisa ser amarrada a um suporte como bambu ou estaca de madeira para se manter em pé.

A fertilização pode ser feita com adubo orgânico ou químico, como o NPK 10-10-10, de maneira branda, durante toda a primavera e verão.

Podas esporádicas podem ser feitas para controlar sua estatura máxima e os ramos obtidos podem ser plantados novamente, se desejar a propagação.

Fato curioso: nem todos sentem, mas a Árvore da Felicidade exala um odor característico, lembra especiarias. Meu marido ficou surpreso, disse que tem cheiro de curry, que ele adora! Achei bem parecido também. No início o odor era bem pronunciado, mas agora quase não sentimos, só quando estamos ao redor dela. Acho que acostumamos.

________________________

Como comentei no início do post, muita coisa já aconteceu. Senta que lá vem história.

No dia seguinte à chegada da árvore, notei vários mosquitinhos voando pelo apê. Sabia que não eram aqueles que ficam rodeando as frutas (Drosophila melanogaster).

Deduzi que tinham vindo com a planta, então fui dar uma olhada e notei vários rodeando o vaso (eles ficavam voando e “batendo” na parede do mesmo). Havia muitas folhas secas na superfície do solo, resolvi removê-las e quando mexi, muitos outros saíram debaixo delas. Fiquei bem preocupada e fui pesquisar para saber que inseto era aquele.

Fungus gnats é o nome desta praga. É assim chamado, pois ele normalmente se alimenta de fungos encontrados no solo. Cada fêmea põe cerca de 150 ovos no solo e entre três e quatro dias as larvas eclodem. Elas têm cabeça preta e são transparentes. O desenvolvimento dessas larvas é de aproximadamente 14 dias e são elas que causam danos à planta. Durante esse período, podem atacar as raízes e deixá-la mais suscetível a doenças. Os insetos adultos por sua vez, podem disseminar fungos fitopatogênicos entre outras plantas presentes.

Fora os vááários mosquitinhos que matei à tapa mesmo, li algumas coisas que poderia fazer imediatamente para tentar controlar esta praga:

  • Remover algumas camadas superficiais do solo, pois os ovos ficam ali depositados. Retirei cerca de 2 cm de terra.
  • Colocar rodelas de batatas no solo para atrair as larvas. Elas ficam embaixo se alimentando. Deixe por dois a três dias e depois remova. Algumas larvas realmente ficaram grudadas embaixo da batata, mas foram bem poucas.
  • Deixar a superfície do solo secar o máximo possível (sem prejudicar a planta) antes de regar, pois os ovos precisam de umidade para continuar o ciclo. Pode-se também adicionar uma camada de areia seca para acelerar o processo de secagem e sufocá-las.
  • Usar tiras adesivas amarelas para capturar os mosquitos adultos. Eles são atraídos pela cor e acabam ficando presos. Eu fiz em casa com papel amarelo e fita dupla-face. Eles realmente iam até lá, passeavam pela fita, mas não ficavam grudados, acho que a cola não era pegajosa o suficiente. Depois li que pode ser utilizada vaselina para besuntar o papel.
  • Outra armadilha caseira para os mosquitos adultos é adicionar vinagre de maçã ou vinho tinto e várias gotas de detergente num recipiente com água e deixar próximo à planta.

Remover a terra e aguardar a superfície secar para regar ajudou bastante, a quantidade de mosquitos diminuiu muito!

Em uma visita à Leroy Merlin, encontramos os adesivos “Armadilha Amarela” da marca Neudorff. Colocamos recentemente e percebemos que as medidas tomadas acima surtiram efeito mesmo, até o momento vi somente um mosquito grudado. Estes adesivos também servem para o controle de mosca-branca e pulgões voadores.

armadilha-amarela-neudorff

armadilha-amarela-fungus-gnats

Um exemplo de como fica a armadilha em uma infestação de fungus gnats.

Principais dicas para evitar o aparecimento do fungus gnat e controlar a infestação

Não regue excessivamente as plantas. O solo muito úmido é o ambiente ideal para o desenvolvimento dos fungus gnats. Se possível, esperar a superfície secar para irrigar.

Nunca deixe folhas e galhos mortos no solo, pois as larvas se alimentam de matéria vegetal em decomposição.

Pois bem, depois dos fungus gnats, foi a vez dos pulgões verdes.

A árvore da felicidade veio com alguns botões de flores! Fiquei surpresa, pois tinha lido que a floração fora de seu habitat de origem (Polinésia, Índia e Malásia) é rara. Os botões floresceram, fiquei bem feliz quando vi, até que outro dia fui tirar uma foto e notei vários pulgões verdes nas hastes:

pulgoes-verdes-arvore-da-felicidade

Conseguiram enxergar umas “verruguinhas” verdes? Muitas vezes podem passar batido, por serem pequenos e por se camuflarem bem na planta, principalmente esses de coloração verde.

Encontrei uma foto na internet que dá para ver melhor como eles são:

pulgao-verde-praga

Imagem via

Podem apresentar outras cores, de acordo com a espécie, como marrom, amarelo, vermelho, cinza e preto.

O pulgão provoca danos diretos à planta, pois sugam a seiva continuadamente, prejudicando seu crescimento. As folhas ficam enrugadas. Além disso, podem inocular vírus através de suas picadas e também favorecer o aparecimento de fungos. Devem ser controlados logo que notados, pois multiplicam-se com rapidez.

Havia muito mais dessas praguinhas entre as pequeninas flores. Depois fiz uma inspeção geral na planta e encontrei outros, inclusive alguns pulgões pretos. Percebi que eles preferem as folhas, brotos e ramos novinhos, principalmente da “planta fêmea”. Notei também que algumas folhas estavam oleosas, grudentas, então descobri que são as fezes dos pulgões. A seiva retirada das plantas é rica em açúcar, por isso eles excretam esse material melado. O que leva a um outro problema que, felizmente, não aconteceu por aqui: infestação de formigas! As formigas e pulgões estabelecem uma relação de mutualismo. Pulgões fornecem açúcar às formigas e estas os protegem de predadores, como as joaninhas, que comem centenas de pulgões.

Fiz uma solução de água, detergente e azeite (a olho mesmo), embebi alguns cotonetes e fui  passando nas hastes para retirar os pulgões. Removi muitos deles durante uns três dias. Agora sempre observo a planta mais atentamente. Ainda encontro um ou outro, mas parece que a população diminuiu drasticamente.

Para controlar e prevenir uma nova infestação, compramos óleo de Neem, um defensivo natural, resultado da prensagem das sementes de uma árvore de origem indiana. Pode ser usado com segurança em plantas ornamentais e comestíveis.

O óleo de neem (ou nim) também é eficaz contra cochonilhas. É só diluir em água, seguindo as instruções da embalagem e pulverizar.

oleo-de-neem

Dois problemas estão quase resolvidos, mas eis que surge outro: algumas folhas da Árvore da Felicidade estão amarelando!

Rodei vários sites à procura de informações, mas não encontrei nada conclusivo, pois li que pode ser excesso de água, falta de nutrientes, baixa umidade do ar, presença de pragas, pouca claridade ou mesmo período de adaptação da planta em seu novo ambiente.

folhas-amarelando-arvore-da-felicidade

Esse galho todo começou a amarelar aos poucos e algumas outras folhas de um raminho menor também, algumas folhinhas caíram. Só está acontecendo com a fêmea. O galho continua firme, não está amolecido (pelo menos por enquanto).

  • Excesso de água eu acredito que não seja, pois devido ao problema com os fungus gnats, tenho sempre aguardado a superfície secar para regar.
  • Será que foi a oscilação brusca de temperatura? Semana passada fez um calor de rachar e logo depois veio o frio. Quanto à umidade, li que se estiver baixa, pode-se borrifar água em suas folhas.
  • Notei que a planta foi nutrida antes de vir para casa, pois havia bolinhas de fertilizante na terra.
  • Bem, pragas ela tinha mesmo, como relatei anteriormente… será esse o motivo?
  • O local em que ela se encontra é bem iluminado… será que é adaptação?

DÚVIDAS, DÚVIDAS E MAIS DÚVIDAS…

duvida

Continuarei pesquisando e se alguém tiver alguma dica, me diga, por favor! Espero que eu descubra o que está acontecendo…

2 ideias sobre “Árvore da Felicidade: um presente especial!

  1. Olá amiga!
    Nossa, presentão, é linda!
    E nossa…que chato essas pragas né.
    E que trabalhão hein e dedicação, parabéns!
    Agora ela amarelar, pode ser claridade, talvez se a colocasse próximo à porta da varanda. Mas tb pode ser adaptação, e outra, veja como normal, porque se repararmos na natureza, sempre tem folhas secas e amareladas, faz parte.
    Sabe, hoje já não sofro mais com folhas amarelas, faz parte e sempre retiro, para a planta não gastar energia com um galho que está morrendo.
    Mas é isso, vc tá no caminho certo, pesquisando.
    Ah sigo o blog do Mário, https://plantas-ornamentais.blogspot.com.br, ele entende muito de plantas, já perguntei pra ele dúvidas que tinha, e ele respondeu prontamente, inclusive viu a foto no meu blog da planta, com o link que mandei pra ele.
    Se quiser uma outra opinião, vale a pena.
    Bjo
    renovandoacasasempre.blogspot.com.br

    • Oi amiga! Você viu, super presente! 🙂
      Sou dessas prefere plantas a roupas… rs.
      Olha, essas praguinhas são bem chatas mesmo. A sorte é que vi logo, para não piorar ainda mais a infestação.
      Eu pensei em colocar próximo à janela, mas ali do outro lado do sofá tem uma paredinha, de forma que ela não receberia iluminação, ficaria escondida.
      É verdade, o amarelamento é um processo natural da planta, tenho que me desesperar menos! rs. Acabei retirando aquele galho e continuarei monitorando a bichinha…
      Ah que bacana, eu conheço o blog dele, é muito bom mesmo, mas acho que não lembrei de pesquisar sobre minha planta lá! Boa, vou dar uma curiada pra ver se ele tem alguma dica! Amiga, obrigada por sempre compartilhar suas experiências, essa troca é super legal, adoro!
      Beijooo

Olá, obrigada pela visita. Deixe seu comentário!