Culinária japonesa

Esses dias fiz uma receita que marido e eu amamos! Até então só comíamos o que minha mãe fazia. Ela fez semana retrasada e nos deu um pouco para comer em casa. Aí que estávamos nos deliciando e marido diz “bem que a gente podia tentar fazer, né?! É tão bom…”.

Enfim, resolvemos tentar! Achei legal postar aqui, pois acho que só descendentes mesmo (como eu) conhecem o prato e é bacana, pois leva alguns componentes diferentes.

O prato chama-se Takikomi Gohan (“gohan” em japonês significa arroz). O arroz é muitíssimo consumido no Japão, inclusive no café da manhã (tem foto no final do post)! Ah, vi que este prato também é conhecido como “risoto japonês”, mas acho que só por levar o arroz, pois a consistência e textura são bem diferentes!

Ingredientes

takikomi gohan risoto japones receitaArroz do tipo Moti Gome, cogumelo shitake, cenoura e raiz de bardana. A receita original leva pedacinhos de frango, mas como marido não come, não coloquei…

arroz moti gome shitakeO arroz nós compramos na feira, numa barraca que vende produtos orientais e o cogumelo shitake minha mãe comprou numa lojinha que vende estes produtos típicos, em São Bernardo do Campo – SP. Mas acho que deve ter na feira também!

Procedimento

takikomi gohan receita sekihanApós lavar o arroz, este deve ser deixado de molho de um dia para o outro, pois é cozido à vapor, então deve estar meio “molinho” já.

bardanaDescascar e ralar a bardana e a cenoura. Vocês utilizam esse descascador também? Nossa, eu não vivo sem, é uma maravilha, super prático e retira a casca bem fininha, evitando o desperdício. E essa raiz, a bardana, vocês conhecem? Eu adoro e faço refogada geralmente! Além do uso na culinária e de ter infinitas qualidades nutricionais, também carrega muitas propriedades terapêuticas, um ótimo fitoterápico!

bardana raladaA bardana coloquei de molho em água até o momento do uso para não escurecer.

cogumelo shitakeOs cogumelos shitake! Outra coisa que amo!!! Primeiro deve-se lavar rapidamente…

cogumelo shitake de molhoE depois deve ficar de molho em água morna por cerca de 15 minutos.

refogado cogumelo shitake e cenouraDepois é hora de refogar a bardana, cenoura e shitake. Temperei somente com sal, mas minha mãe, às vezes, coloca um pouquinho de shoyu.

takikomi receitaCom o arroz já escorrido é só misturá-lo ao refogado.

takikomi gohan receita panoAgora é a parte bem diferente do processo! Em uma panela para cozinhar à vapor (eu usei uma espagueteira), coloca-se a mistura em um pano específico (eu não encontrei o nome). Ele parece gaze, é levinho e a trama é bem fechada. Minha mãe disse que tem no bairro da Liberdade – SP para comprar.

takikomi pano embrulhadoAí é só embrulhar, tampar a panela e aguardar… Acho que o meu demorou cerca de 30/40 minutos (fiquei experimentando para saber se o arroz já estava cozido).

takikomi gohan panoE tcharam! Prontinho para comer! Parece que vai ficar todo grudado no pano, mas não…

takikomi gohan receita risoto japonesComo todo arroz japonês, ele fica meio grudadinho mesmo, mas como é feito no vapor, não fica “empapado”. Vi algumas receitas na panela de arroz elétrica, na próxima vou tentar!

Ah, não sei se vocês já viram esse docinho japonês por aí:

doce motiJá vi branco e rosa também. É feito com aquele arroz Moti Gome e recheado com feijão azuki.

E falando em arroz, olha como era nosso café da manhã quando viajamos ao Japão:

cafe da manha japones japaoNo hotel de Kyoto, o café da manhã era incluso. Tinha café da manhã ocidental e japonês. A gente não podia perder a oportunidade de tomar um café típico japonês, mas como somos bem “passa fome” rsrs, comíamos a parte ocidental também. Assim mesmo, tudo junto e misturado. O café tinha que ser bem reforçado, pois a gente andava o dia inteirinho e teve dias que nem paramos para almoçar! Era tudo uma delícia!!!

Tudo bem diferente, né?! E aí, gostaram de conhecer esse prato?

10 ideias sobre “Culinária japonesa

  1. Hum, diferente, vc não vai acreditar, nunca comi comida japonesa, não conta pra ninguém amigaaa, mas acredito em vc q tá uma delícia!!! Boa semana pra ti. Bjo
    Renovandoacasasempre.blogspot.com.br

  2. Olha, gostei dos ingredientes (embora nunca tenha comido shitake, nem conheça essa tal de bardana), mas o resultado final não foi tão tentador pra mim… hauhauahuahu. Pra finalizar eu tacaria um molho branco ou algo gorduroso do tipo… aí sim tchê!!
    Mas eu não posso falar nada, porque acho comida japonesa muito sem graça e não gosto de arroz…

    Quer dizer, eu gosto de arroz, mas não “seco”, gosto em risotos encorpados e coisas assim. Pra mim, arroz puro ou junto com coisas sólidas tem gosto de vento. Já minha mãe come arroz como se fosse uma guloseima… “Ai vou fugir da dieta só um pouquinho”, aí vc pensa que ela vai comer um chocolate né… Mas quando vê, e ela tá agarrada num pratinho de arroz e come rezando… Maluca!!!

    Mas gostei do post hahaha, fiquei interessada nessa raiz, vou ver se encontro por aqui. Ps: e fiquei com vontade de comer esse docinho japonês, apesar de nunca ter experimentado e saber que é ruim (brincadeira kkk), mas é que me lembrou docinhos de uva, nham.

    Beijos!

    • kkkkkkkkkk me divirto com vc, Pitoresca!!!
      Putz, eu sou como sua mãe, amo amo amo arroz… de qqer jeito!!! rs
      É, comida japa não é todo mundo que gosta mesmo, até que hj em dia bastante gente começou a comer, conhecer, pois tem mto restaurante surgindo por aí… mas, a culinária japonesa vai mto além dos sushis e sashimis. Esses últimos na casa dos meus pais e avós são mais consumidos em dias de festa mesmo ou datas especiais… eu adoro os pratos do dia a dia, os temperos…
      Ah se vc experimentar a bardana, me diz o que achou… rs Por isso que achei legal fazer este post, com esses ingredientes diferentes!
      Hahahaha vou te falar que eu acho que vc não iria gostar mesmo do docinho… rsrs

      Beijo!!!

  3. Nunca comi comida Japonesa, o meu marido já provou sushi, mas detestou, comeu ao almoço e veio para casa comer pão logo de seguida….. 🙂
    Eu sou muito esquisita com a comida, por isso certas coisas nem sequer tento provar, mas esse prato acho que era capaz de comer, não tem nenhum ingrediente muito estranho, segundo os meus padrões de esquisitice….. 🙂
    Beijos.
    Ana Silva.

    • Hahahaha meu marido até come sushi, mas não curte mto… eu adoro os que têm pepino!
      Nossa, Ana… já eu sou esquisita ao contrário, quero provar tudo! É engraçado, pois minha mãe diz que quando era criança não comia quase nada…
      Sério que não achou o prato esquisito?? rsrs
      Beijos!!

Olá, obrigada pela visita. Deixe seu comentário!