Acampando em Joanópolis

Da série “Viajando por aí…“.

Vira e mexe comento alguma coisa sobre camping aqui no blog e hoje resolvi trazer algumas fotos de uma viagem de fim de semana que fizemos em janeiro deste ano.

Marido e eu adoramos acampar! Não somente pelo fato de ser muito mais barato, o que acarreta na possibilidade de conhecer mais lugares, mas também pelo contato bem próximo à natureza. Mas não é todo mundo que curte acampar, né?! Penso que pode ser devido a imagem que muitos têm de ser algo perigoso, desconfortável e… selvagem! Um dia, comentando com uma amiga do trabalho, ela se interessou e surgiram algumas dúvidas dentre elas, se nós tomávamos banho no rio. rs Foi bem divertido sanar as dúvidas dela, pois de fato, ela não conhecia mesmo sobre esse estilo de vida!

Existe sim, o camping selvagem. Geralmente, quem pratica trekking tem a possibilidade de montar acampamento em ambientes não estruturados, tipo no alto da montanha, beira do rio, lagos e etc. Por sorte, a maioria que pratica o esporte tem consciência ambiental (afinal, são amantes da natureza!) e o fazem tentando preservar ao máximo o meio ambiente.

Eu sempre tive vontade de praticar, mas confesso que não sei se aguentaria hoje. É necessário um bom preparo físico e, em relação à isso, por hora só tenho o meu “pânceps”. rs

Desta forma, buscamos o camping estruturado, que normalmente consta de segurança, banheiros com chuveiro e alguns também têm restaurante, parquinho para crianças, piscina, fraldário e muito mais. Sim, apesar de a maioria ser bem em conta, alguns campings têm diárias mais caras que pousadas e hotéis devido à toda essa estrutura. Ótimo para quem acampa com crianças! Para nós basta ser seguro e ter banheiros decentes e limpos.

É claro que é necessário pesquisar bem, procurar opiniões de pessoas que já frequentaram tal camping, pois no início de nossas “aventuras campísticas” já passamos um medinho em um camping que não era lá muito seguro, apesar de ser um lugar tranquilo (era muito aberto e não ficava ninguém cuidando da entrada), em outro o banheiro era bem precário (instalações velhíssimas). Com o tempo, vamos aprendendo e pegando os macetes! Eu leio várias dicas ótimas em blogs sobre o assunto. E uma delas, foi este camping em Joanópolis – SP! O camping do Zé Roque!

Foi o primeiro camping em que não acampamos na praia. Geralmente, sou eu quem escolho os lugares que vamos, por opção do marido mesmo. Ele estava meio receoso, pois para ele viagem, férias e camping eram sinônimos de praia. rs Felizmente, consegui mudar sua concepção! =)

Como fomos numa rápida viagem não conseguimos conhecer a cidade, a famosa “capital do Lobisomem”, ficamos só no camping mesmo, mas gostamos tanto que pretendemos voltar! Infelizmente, acho que com a falta de chuva o cenário não deve ser o mesmo.

Rio Cachoeira JoanópolisEste é o Rio Cachoeira, com correnteza oriunda da Cachoeira dos Pretos, que passa dentro do camping. A água tem este tom escuro e é limpa e gelada!!! =)

barraca de camping T6.2 QuechuaHaha. Olha o tamanho da nossa “casa ambulante”, nosso segundo lar! rs Compramos o ano passado, após pegarmos alguns dias seguidos de chuva em 2012 lá em “Ubachuva”… rs Imaginem: marido tem quase 1,90m de altura e não conseguia nem ficar sentado em nossa antiga barraca. Depois dessa, ficou traumatizado e tivemos que fazer um upgrade. rs Agora ele consegue ficar até em pé e em dias de chuva ficamos confortavelmente lá dentro. No final de 2013, estreamos esta barraca novamente em Ubatuba, ficamos uns 10 dias e choveu uma única vez e super rápido! rs Aquela casinha ao fundo era um dos banheiros, super limpinho! Ah, e aquela lenha é para os dois fogões à lenha que têm para quem quiser usar.

Vista de dentro da barraca Quechua T6.2Nossa visão matinal! Em nossas acampadas sempre dormimos ao som do mar e adoramos ouvir o som do rio também! =)

passarinhos camping naturezaAlguns de nossos queridos vizinhos!

som ambiente camping naturezaAdoro este som! o/

vida mais ou menos camping naturezaÊta vida mais ou menos! rs Aquela panela ali estava no sol, mas não tinha nada ainda. Marido estava tomando coragem para colocar a mesa na sombra e iniciar o almoço! Ele gosta de cozinhar, especialmente no camping, então fazer o que, né… eu deixo! rs E a lâmpada amarela é para nossa barraca não virar point de mosquitos à noite. rs Já percebemos que eles estão calejados com a citronela!

beija flor se refrescando no rioEstava um calorzão, então decidimos entrar no rio e olha quem apareceu para se refrescar também! Que fofo! Ficamos só um pouco, pois a água estava geladíssima!

rio cachoeira Joanopolis camping Ze RoqueMais um “barraqueiro” ao fundo. rs Nesse rio também rola bóia cross, não fomos, mas quem sabe na próxima?

arvores ceu natureza camping Ze Roque JoanopolisEssas árvores faziam uma sombra deliciosa!

fotos camping Ze Roque JoanopolisCamping muito bem cuidado e administração/organização/atendimento muito bom. Nota 10!

Cachoeira dos Pretos JoanópolisEsta é a Cachoeira dos Pretos. Com 154m de queda d’água é uma das maiores cachoeiras do Estado de São Paulo. Sua história é relacionada a uma família de origem portuguesa, Preto de Oliveira, que deu origem ao nome do bairro e da cachoeira. Nós subimos até o topo dela. Pasmem, à pé! Com certeza subestimamos a subida… rs

topo Cachoeira dos Pretos JoanopolisJá no topo da cachoeira depois de parar 37475832 vezes para descansar! Nossa, achamos super punk essa subida, pois é bem íngreme e de terra com pedrinhas que escorregavam. Quem é sedentário sofre, viu. Geralmente o povo sobe de jipe, mas pensamos “ah não, vamos à pé mesmo, não deve ser tão cansativo assim…” ¬¬ Chegamos quase nos arrastando e uma moça que nos viu subindo quando passou de jipe até foi nos parabenizar! rsrs

Cachoeira dos Pretos Joanópolis (2)Cachoeira dos Pretos Joanópolis (3)Subindo um pouquinho mais, tinha também esta queda d’água. O bom de ter subido à pé  é que o pessoal que foi de jipe logo teve que voltar e tivemos a oportunidade de ficar um bom tempo só nós nesse cantinho, recarregando as energias e curtindo esse espetáculo. Este foi, afinal, o nosso prêmio! =D

Cachoeira dos Pretos JoanopolisCachoeira dos Pretos Joanopolis (2)Fim! =)

Nós adoramos o passeio, ótimo para quem quer relaxar e curtir a natureza. Nós chegamos num sábado bem cedinho e fomos embora no domingo após o almoço. E foi bom ter ido cedo, pois ao lado do camping existe o Parque Turístico que recebe diversas excursões aos finais de semana (percebemos maior volume de gente no domingo) e parece que também haveria um encontro de motoqueiros e fuscas antigos, que começaram a estacionar dentro de uma parte do camping. Ou seja, começou a ficar bem lotado!

Para chegar ao camping usamos as referências deste blog (se quiserem, lá tem mais fotos do camping). E se quiserem conhecer a estância turística de Joanópolis, mas não querem ficar em camping, existem outras opções, veja aqui.

Para finalizar, deixo fotos do russo Oleg Grigoryev. Ele é alpinista e faz cliques sempre de dentro de sua barraca a fim de retratar suas visões matinais do momento, já que ele passa por diversos países.

A ideia surgiu enquanto descansava no Tajiquistão, país montanhoso da Ásia Central, e apreciava a paisagem. Desses cliques, surgiu o Morning Views from the Tent e o resultado é deslumbrante. Não vou postar as fotos, pois estão protegidas por copyright, mas vale a visita ao site, as fotos são lindas mesmo!

Ah, para quem gosta de acampar, tem um site de um casal de senhores que acampa há muito tempo, praticamente a vida inteira e ele é bem conhecido “na área”, pois posta informações sobre os locais que foi e suas opiniões! Aproveite e dê uma olhada como se acampa com conforto! rs Marido diz que quer ter uma vida como essa mais pra frente! Eu topo! rs

Ótimo sábado a todos e me digam se já acamparam, se pensariam em acampar um dia ou se jamais acampariam… rs

6 ideias sobre “Acampando em Joanópolis

  1. Que belo passeio, a queda de água é linda, mesmo tendo de parar muitas vezes para chegar lá cima, deve ter valido a pena….
    Também gostei das fotos do alpinista russo, deve ser muito bom acordar com paisagens dessas, mas acho que ele devia arranjar uma tenda maior, pois naquela está sempre com as pernas de fora….. Coitado….. 🙂
    Beijos.
    Ana Silva.

    • Valeu a pena mesmo, Ana!! Era tudo mais lindo do que imaginávamos!
      Hahaha adorei seu comentário sobre as pernas, ri muito aqui!!! E que visual, tb gostaria de acordar com imagens dessas, ele tem mesmo muita sorte de ter o mundo como seu quintal! =)
      Beijos!

  2. Olá Angélica, nossa que aventura, o visual é perfeito!! Não precisa de mais nada!! Aquela cachoeira.. o que dizer: Linda!! Adoraria fazer o mesmo que vcs, mesmo mesmo, de verdade!! Mas pra mim realmente, não é minha praia, prefiro uma pousadinha rsrs, palavras de uma pessoa sedentária, tô tentando mudar isso, fazendo elíptico 3x por semana por 15 min, como sou magrela tenho que ir com calma pra não emagrecer e sumir do planeta rsrs. Ontem mesmo pastei pra subir a rua general carneiro rsrs, hj tô quebrada ainda, pq fui na prefeitura, na 25 e no sindicato e à tarde pra variar trabalhar no escritório, viu como sou mole!!
    Mas admiro o ânimo de quem tem, e quem sabe um dia. Parabéns pelo passeio!!! Bjo
    renovandoacasasempre.blogspot.com.br

    • Oi Mag!! Linda a cachoeira, né?!
      Haha eu tb gosto de uma pousadinha às vezes, mas a maioria das vezes acampamos mesmo! Mas quase ninguém que eu conheço curte… rsrs
      Nem me fala em sedentarismo… eu e marido sempre falamos em caminhar à noite, mas a gente vai uma, duas semanas, depois paramos… precisamos ser mais disciplinados.
      Aí que bom, vc já deu o primeiro passo, tem que continuar, hein?! rs E sumir do planeta foi ótimo kkkk…
      Hahaha da última vez que fui pra lá tb subi ofegante a general carneiro… tá feia a coisa… rs
      Obrigada e beijo!!

Olá, obrigada pela visita. Deixe seu comentário!