Transformando a lanterna em abajur!

Como contei no post de ontem, eu adoro lanternas e sou fascinada pelas sombras que algumas produzem (já viu o post “Decorando com sombras“?).

Eu estava atrás de um abajur, já que o que estava ao meu lado passei para o marido, para combinar com as molduras espelhadas e também porque ele estava precisando.

Eu gosto bastante daquela cúpula e estava quase comprando uma parecida, só que com as luzes da cidade em tons de rosa. Também adorei o fato de ter três intensidades de luz e de acender e apagar apenas pelo toque da mão, tanto na base, quanto na cúpula. Muito prático!

Marido sabendo da minha paixão por lanternas, teve a ideia de transformar uma que temos em abajur! Simplesmente adorei a ideia!!! E ele ainda pensou em adaptar o sistema de toque, já que a lanterna é feita de ferro. Marido tem insights geniais, é tipo o Profº Pardal, lembram dele?! Também, ajudado pelo Lampadinha, teria que ter boas ideias mesmo! =)

Marido encomendou a placa eletrônica (o sensor de toque) por R$ 13,99 + taxa de entrega, nesta loja. É só mandar um e-mail para proceder a compra.

O processo de montagem da luminária em si foi bem fácil, com os materiais em mão marido levou cerca de 30 minutos para realizar o trabalho.

Materiais utilizados:

1 – Lanterna de material condutor (foi usada uma de ferro)

2 – Lâmpada incandescente de 25watts. O sistema que regula as intensidades luminosas só comporta este tipo de lâmpadas ou quaisquer lâmpadas que sejam dimerizáveis.

Sobre os toques:

– primeiro toque: 30% de brilho na lâmpada – 70% de economia de energia elétrica,

– segundo toque: 70% de brilho na lâmpada – 30% de economia de energia elétrica,

– terceiro toque: brilho total da lâmpada,

– quarto toque: desliga.

É interessante lembrar que existe consumo de energia mesmo com a lâmpada desligada, assim como um stand-by da sua televisão ou equipamento que funcione a controle remoto. Não verifiquei o consumo, mas deve ser menor que desses aparelhos.

* Recomendações do vendedor: “Podem ser utilizadas lâmpadas de até 60W em 110V ou até 100W em 220V – se a adaptação for feita em abajur geralmente não é recomendado utilizar lâmpada com potência acima de 60W para não aquecer demasiadamente a cúpula ou os materiais próximos à lâmpada com risco de danificá-los”.

3 – Soquete de cerâmica, para evitar o risco de alto aquecimento e derretimento do mesmo e um parafuso com porca para prendê-lo no fundo da lanterna

4 – Placa eletrônica (sensor de toque)

5 – Caixinha para armazenar a placa (a nossa veio junto com uma caixinha, mas ela era muito “gordinha” e não coube embaixo da lanterna, então utilizamos um porta-comprimidos)

6 – Fio com plug de tomada (para ligar na placa eletrônica)

7 – Furadeira e brocas para metal

8 – Fita dupla face para colar a caixinha no fundo da lanterna

9 – Fita isolante para fazer as emendas necessárias para as ligações elétricas

Esta foi a lanterna utilizada:

lanterna_luminaria

Primeiramente, pintamos o soquete branco com tinta spray prata, pois já tinha em mente deixar a portinha da lanterna aberta, de vez em quando. Protegemos bem o interior com papel:

soquete_cerâmica_tinta_spray_prata

Marido cortou as divisórias do porta-comprimido de forma a encaixar a placa eletrônica e fez um furo no mesmo para a passagem dos fios:

placa_eletronica_sensor_de_toque_abajur_luminaria

Depois, fez dois furos na base da lanterna, um para passar os fios e outro para rosquear o soquete, além de um furo na lateral da base para passar o fio da tomada:

furos_base_lanterna_luminarialanterna_luminaria_sensor_de_toqueColamos o porta comprimidos na base com uma fita dupla face “fixa forte”, que era a que tínhamos em casa

Sobre a placa utilizada, pode ser verificado no esquema abaixo que ela possui cinco fios, dois deles usados para energizar a placa e que são ligados diretamente a rede elétrica (tomada), outros dois à lâmpada, e finalmente o último fio que é ligado ao corpo da lanterna para que o sensor capacitivo seja estimulado ao toque. O sensor, uma vez estimulado, altera seu estado lógico, energiza a lâmpada e ela acende.

esquema de ligação dos fios_sensor de toque_placa eletrônica * Imagem retirada do site da loja

Enfim, olhem como ficou essa fiação toda:

esquema de ligação dos fios_sensor_de_toque_luminaria_lanterna

esquema de ligação dos fios_sensor de toque_placa eletrônica_2O legal é que havia essa base da lanterna que escondeu tudo

E o resultado!!!

lanterna_transformada_em_luminarialanterna_transformada_luminaria

lampada_formato_vela_lanterna_luminariaColocamos uma lâmpada no formato de vela

lantern_luminaria_noite_luz_apagadaCom a luz do quarto apagada

lanterna_abajur_luminaria_sensor_toque_11º Toque: baixa intensidade (30%)

lanterna_abajur_luminaria_sensor_toque_33º Toque: alta intensidade (100%)

Detalhe_lanterna_luminariaDetalhe

lanterna_luminaria_de_cabeceiraEu amei o resultado!!! Nem acredito que tenho uma lanterna-abajur com vela “vitalícia”! E que acende e a apaga com um toque! rs

Ah, deixo também uma dica:

Filtro de linha_fixado_criado_mudoMarido colou um filtro de linha com fita dupla face embaixo de cada criado-mudo para poder plugar outras coisas também. Como do meu lado não tinha tomada, a solução foi passar o fio para o outro lado, por trás da cama

E aí, o que acharam, gostaram da ideia?

14 ideias sobre “Transformando a lanterna em abajur!

  1. Angélica, mas que coisa mais linda!!! Isso sim é que é ideia!! Amei!! Como ficou lindo no quarto!! Eu só gosto de abajur de toque, então ficou mais que perfeito!! Ah menina, vcs tão me dando tanta ideia que já tô ficando com dó do bolso rsrs. Parabéns pela criatividade e claro por compartilhar com a gente!! Bjo

    • Oi Mag!!
      É, marido é bem criativo! rsrs
      Eu tb adorei o abajur de toque!! Eu nem sabia que tinha pra vender essa placa!!
      Hahaha nem me fala… mas faz aos pouquinhos que dói menos!! rs
      Obrigada e com certeza continuarei compartilhando as coisinhas que surgirem!! =)
      Adoro ver as ideias por aí, então tenho que contribuir tb, né?!? rs
      Beijo!!

  2. Genial!!!! Fala para o prof Pardal que ele está de parabéns rsrsrs. Adorei! Nada como reaproveitar o que já tem em casa! Achei legal que em cada criado mudo tem o seu abajur. Tb quero fazer isso aqui em casa, cada um com seu 🙂

    Bjsssss

Olá, obrigada pela visita. Deixe seu comentário!